Check list de viagem internacional: o que não pode faltar no planejamento

Um check list de viagem internacional é daqueles itens que não podem faltar antes de se aventurar no exterior.

Não chega a ser como um passaporte, sem o qual você não embarca, mas sua importância é evidente.

Afinal, representa uma garantia para que a viagem seja motivo apenas para lembranças boas no futuro.

Conhecer outro país pode ser uma experiência divertida, mas também é coisa séria. 

Uma viagem para fora do Brasil pede sempre uma postura atenta e um bom planejamento, com o máximo de antecedência possível. 

Afinal, no exterior, você não terá muito espaço para lidar com imprevistos, já que o tempo será escasso, fora as barreiras como idioma, trâmites burocráticos e outros eventuais obstáculos.

Tudo isso gera preocupação?

Pode relaxar: você só precisa de um check list de viagem internacional, como o que vamos ensinar a fazer a partir de agora.

Check list de viagem internacional

Check list de viagem internacional: o que é?

Um check list de viagem internacional serve como uma referência e orientação antes, durante e depois de uma viagem para o exterior

Ou seja, é o seu instrumento para uma experiência internacional melhor e para evitar contratempos. 

Veja, por exemplo, o que aconteceu com um contingente de brasileiros em Portugal

Em função da pandemia de Covid-19, eles ficaram impedidos de desfrutar do passeio em um cruzeiro passando pelo país.

Imagine, então, se isso acontecesse em um país de língua inglesa ou que falasse outro idioma? Certamente, as complicações seriam maiores. 

De qualquer forma, transtornos assim poderiam ser pelo menos antecipados. 

Isso se, antes de viajar, fosse elaborado um planejamento, incluindo um check list de coisas a fazer.

8 itens para seu check list de viagem internacional

Sem pretender esgotar o assunto, já que cada viagem é uma história e cada país tem suas próprias regras, veja 8 itens indispensáveis a serem conferidos antes de embarcar. 

Vamos partir do princípio de que você já escolheu um destino, mas, seja como for, jamais saia do Brasil sem ter todos os itens a seguir devidamente conferidos. 

1. Necessidade de vistos e autorizações

Embora haja países nos quais brasileiros não precisam de visto para entrar como turistas, em outros, ele é uma exigência. 

É o caso dos Estados Unidos que, ultimamente, tem apertado o cerco contra a imigração ilegal. 

Sendo assim, o primeiro passo a ser dado antes de pensar em sair do Brasil é consultar o site da embaixada do país de destino. 

Nele, você terá toda a informação de que precisa para viajar com segurança. 

Considerando que os processos, em alguns casos, podem levar algumas semanas, o ideal é jamais comprar passagens antes de concluí-los, já que nunca se sabe quando haverá atrasos na emissão de documentos.

Isso se aplica especialmente ao passaporte, que precisa ser válido (a maioria dos países não recebe visitantes cujo documento expira em menos de 6 meses).

2. Conhecer o idioma 

O inglês é o idioma comum em boa parte dos países do mundo. 

Por isso, conhecê-lo é fundamental para estabelecer um mínimo de comunicação, especialmente em aeroportos, hotéis e restaurantes.

E se o país de destino não tiver o inglês como segunda língua ou idioma oficial, procure pelo menos conhecer frases básicas e que você deverá usar com frequência, além das saudações do dia a dia. 

Por exemplo:

  • Posso ver o menu, por favor? / Can I see the menu, please?
  • Como chego em (nome do lugar)? / How can I get to (nome do lugar)?
  • Qual o ônibus para (nome do lugar)? / What’s the bus line to (nome do lugar)?
  • Quanto custa? / How much is it?
  • Qual o horário do check-in? / What is the check-in time?

Veja alguns de nossos artigos do blog que podem ajudar:

3. Verificar as datas

Avalie com bastante critério as datas escolhidas para a viagem. 

Primeiramente, tome os dias que você pretende viajar e escolha um período para a sua estadia fora. 

Considerando esses dias, veja se as passagens aéreas custam mais ou menos para o destino escolhido. 

Em alguns casos, pode ser melhor adiar a viagem para comprar com antecedência e, assim, pagar menos. 

Ou, dependendo da sua disponibilidade, pode ser melhor até mudar o destino. Tudo depende do custo-benefício.

Outro ponto a ser destacado é que o clima em um país pode ser mais ou menos favorável para turismo. 

Por isso, veja se, nas datas que você escolheu, o inverno não está rigoroso demais ou se o sol está brilhando para planejar o que fazer.

4. Buscar passagens aéreas

Com as datas conferidas, é hora de pesquisar pelas passagens aéreas. 

Faça isso usando buscadores, como Skyscanner ou Decolar, nos quais pode encontrar boas ofertas, desde que a pesquisa seja feita com alguma antecedência.

5. Encontrar hospedagem

Outra busca que você precisará fazer é por hospedagem. 

Para isso, há também sites de busca especializados como Booking, Airbnb e Trivago, nos quais você pode encontrar acomodações conforme seus gostos e preferências. 

6. Fazer um roteiro

Independentemente de quanto tempo tenha disponível, procure elaborar um roteiro diário com os locais que pretende visitar. 

Nele, faça também uma previsão de gastos para evitar ser pego de surpresa por uma tarifa mais cara que o esperado. 

Use a internet e pesquise tanto quanto puder.

7. Planejar as despesas

Além das despesas diárias, é preciso ainda prever gastos com seguro-saúde, documentação e, claro, com as passagens e a hospedagem. 

Use um dos muitos modelos prontos disponíveis online e não deixe de registrar tudo que pretende comprar, além dos gastos obrigatórios. 

8. Fazer a mala

Com tudo conferido, é hora de finalmente fazer as malas e pegar o avião para sua viagem

Nessa etapa, considere as limitações de espaço e peso de bagagem para cada companhia aérea. 

Não deixe de conferir as dimensões previstas para a mala de cabine e eventuais tarifas cobradas para levar malas adicionais no voo. 

Melhore seu inglês para uma viagem internacional

O inglês é a língua mais falada do mundo e, para quase todos os destinos, esse é um idioma que realmente abre portas. 

Não menos importante, quando se sabe conversar na língua inglesa, você também se habilita a experiências mais ricas, já que fica em condições de fazer amizades e de conhecer melhor as culturas locais. 

Ou seja: treinar a escuta, conversação, pronúncia e escrita é uma parte das mais importantes em um check list de viagem internacional.

Para falar bem inglês, sua melhor escolha é o curso da EnglishBay

Faça uma aula grátis: você vai adorar aprender inglês para viajar, se relacionar e para fazer o que mais gosta!

Aula Grátis Milla

No votes yet.
Please wait...

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *